Como otimizar seu estudo !

Kleyton Alcântara Lima

Sejam todos bem-vindos ao meu segundo artigo sobre Xadrez !
Fico extremamente agradecido a todos pelos elogios recebidos no meu primeiro Artigo também postado aqui no portal Xadrez Total.  Espero que este seja tão proveitoso para todos os leitores, independente do nível de cada um.
Desta vez, venho ensinar a vocês Como (e não O Quê) estudar Xadrez. Neste artigo eu utilizei alguns fatores exploradas na ciência para aprimorar estudos e fiz uma adaptação para serem utilizados no Xadrez, e gostaria de apresentar a vocês. Vamos lá! ?!

Será que dependemos da casualidade da nossa mente guardar como memória a longo prazo o que acabamos de estudar ?
A resposta é não ! E quero te mostrar algumas técnicas para você induzir o seu cérebro a armazenar o que precisa ser gravado em sua memória. Vamos lá !?

Ter um objetivo em mente:

            O estudo de Xadrez é dividido, normalmente, em cinco partes: 1) Análise de partidas, 2) Combinações, 3) Aberturas, 4) Estratégia (ou meio jogo, se assim preferir) e 5) Finais.
Hoje em dia temos acessibilidade a diversos livros, PDF e E-books que falam especificamente sobre cada parte. É de suma importância ter em mente, e se necessário repetir para si mentalmente ou em voz alta, o por quê de estar estudando aquela parte. Por exemplo: Se você está estudando Estratégia o objetivo daquela parte é acumular conceitos, métodos, definições, etc.

A importância de ter constantemente em mente o objetivo daquele momento de estudo é evitar que você saia da proposta do estudo. Por exemplo: Ao ler um livro que trata especificamente de explicar o tema posicional ( Como por exemplo o La Toma de Decisiones en el Ajedrez Posicional (GM Bóris Gelfand) que está a venda no Xadrez Total ! ) você se esquece de observar o caráter estratégico da partida e começa a calcular profundamente, fazer análises extremamente extensas, ficar analisando as aberturas das partidas ilustrativas, e etc.

A Técnica do Resumo

Esta técnica consiste em redigir um resumo, com suas próprias palavras, sobre o texto lido ou a partida estudada.
Há um outro estudo que se relaciona com este. O estudo diz que a maneira mais eficiente de se aprender e memorizar o que você estudou é ensinar para outra pessoa.
A eficácia da técnica do resumo se deve a adaptação deste estudo onde você “força” o seu cérebro a fazer um processo de aprendizado consciente, uma vez, que, é necessário registrar o que foi estudado e na ausência de outra pessoa, você desenvolve o raciocínio didático para ensinar ou simplificar algo complexo (ou não).
Estudos dizem que a escrita cursiva é mais eficaz para a memorização do que a digitação. Eu particularmente prefiro digitar, pois, creio que meu cérebro está mais adaptado a esta forma de escrita e além disso otimizo meu tempo evitando gastar muito mais tempo escrevendo em algum encadernado, mas isso fica a critério de cada um.
O resumo feito também é um ótimo “guia” para quando você for estudar novamente a mesma coisa e você também poderá comparar o quanto sua compreensão melhorou.
Frequentemente temos o péssimo hábito de esquecer as coisas que acabamos de estudar. Você pode pensar que o motivo disso é porquê você tem a memória ruim (ou te disseram isso). Mas, talvez você apenas não conhece/pratica as técnicas de memorização ou então não pratica/conhece os métodos de estudo.
Alguns estudos sobre a memória dizem que as informações que irão ser gravadas na memória são memórias de pequenos instantes, por este motivo, se lembrar de algo e de todos os seus detalhes é extremamente difícil. Para que isso aconteça é necessário ver a mesma coisa repetidas vezes.

Você é Visual, Auditivo ou Cinestésico?  Como aplicar isto ao seu Xadrez?
               Sabendo que a nossa mente não memoriza tudo o que precisamos e temos que induzi-la a lembrar do que queremos através de algumas técnicas, é necessário entender por qual meio ela absorve as informações com mais facilidade. Cada pessoa absorve informações de maneira  diferente; algumas absorvem apenas ouvindo, outras  apenas olhando e algumas  outras só aprendem fazendo. A memória auditiva, visual e cinestésica se consiste exatamente nisso, e neste link tem uma definição mais completa deste estudo.

Memória Cinestésica: Lidará melhor com o estudo se estudar de maneira prática. Por exemplo: Ao estudar uma abertura, irá memorizar com maior facilidade se jogar algumas partidas e quando analisar partidas, usar um tabuleiro físico.

Memória Visual: irá lidar melhor com o tabuleiro 2D, pois, é melhor para a visualização. Este pode estudar aberturas apenas passando os lances no Chessbase, que é o mais famoso software de banco de dados de partidas de xadrez.
[Eu também ministro cursos e aulas de como aprender a usar esta importante ferramenta, no Espaço Xadrez Total em São Paulo e onde mais os alunos quiserem]

Memória Auditiva:  Irá lembrar de alguns temas com mais facilidade se estuda-los através de vídeo aulas, áudio books, canais no YouTube ou qualquer outro meio em que se possa exercitar o sentido da audição. Este também encontrará uma maior dificuldade de encontrar material disponível. Mas, uma ótima recomendação é assistir os vídeos da Academia Rafael Leitão ou canais no YouTube como o do Xadrez Total, o canal Xadrez Brasil do Rafael Leite, entre outros.

Observação: Estas são técnicas de memorização que serão utilizadas nos períodos de estudos que precisam ser memorizados. Por exemplo: Aberturas e finais. No xadrez existem atividades essenciais que são indispensáveis e precisam ser estudadas . Por exemplo: é importante jogar online e jogar torneios presenciais, é importante ler livros, usar o ChessBase como ferramenta e ver videoaulas de xadrez. Este estudo não serve para limitar. Mas, para otimizar o seu estudo.

Posso ouvir música enquanto estudo?

Esta talvez seja uma pergunta muito frequente e provavelmente pouco respondida.
A resposta para esta pergunta é: Depende do que você está estudando.

Ouvir música enquanto está jogando, fazendo exercícios de cálculo ou estudando finais não irá te atrapalhar se a música for instrumental. Caso contrário você pode acabar se distraindo com a letra da música e isto atrapalhará no seu raciocínio.
Ao ler ou assistir vídeo-aula certamente a música ira tirar seu foco e você encontrará mais dificuldades para entender o que está estudando.

Espero que estas dicas sejam úteis para a melhoria do seu xadrez, e que você possa continuar lendo meus artigos aqui no portal Xadrez Total !

Veja também: 

Artigo sobre cálculo ! 

Campeonato Brasileiro Amador 2019

Facebook do Xadrez Total 

 

Kleyton Alcântara Lima
Professor de xadrez e Secretário da Diretoria do Espaço Xadrez Total
Professor de xadrez do Lycée Pasteur
Arbitro
do quadro da Confederação Brasileira de Xadrez – CBX
Jogador de xadrez da equipe Corinthians / Espaço Xadrez Total
WhatsApp: (11) 982388037

6 comentários em “Como otimizar seu estudo !

  • 19 de janeiro de 2019 a 11:15
    Permalink

    Parabéns grande mestre Kleyton pelo artigo, seus artigos são excelentes para o aprendizado no xadrez, continue assim, um grande abraço✌🏻

    Responder
  • 19 de janeiro de 2019 a 11:15
    Permalink

    Parabéns mestre Kleyton pelo artigo, seus artigos são excelentes para o aprendizado no xadrez, continue assim, um grande abraço✌🏻

    Responder
    • 4 de fevereiro de 2019 a 13:40
      Permalink

      Muitíssimo obrigado Andrei. Irei continuar! 😀

      Responder
  • 19 de janeiro de 2019 a 11:59
    Permalink

    Gostei e lembrei existem testes pra saber se vc e uma pessoal auditiva, visual e cinestésica. Achei legal que vc reforçou a ideia de quem “ensina aprende duas vezes”.
    Mandou bem!!

    Responder
    • 4 de fevereiro de 2019 a 13:39
      Permalink

      Sim, na verdade há vários e vários testes! e achei que seria interessante explorar isso no Xadrez. Obrigado.

      Responder
  • 8 de junho de 2019 a 14:19
    Permalink

    Muito Bem! Parabéns pela iniciativa, é interessante o tema e muito instrutivo.
    Continue assim desenvolvendo técnicas de estudo de como aprender xadrez.

    Responder

Deixe uma resposta para Ruberson Martins Cassiano Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *