Entrevista com a Natália Baccarin – BRA Feminino 2015

natalia_baccarin_rating

Quando você começou a jogar xadrez?

Eu comecei a jogar xadrez em 1989, aos 8 anos, no colégio Arquidiocesano de São Paulo.

2.1992

Em 1991, com 10 anos, fui convidada a jogar um pan-americano no Clube Paulistano e foi meu primeiro torneio oficial. Para minha surpresa fiquei em 3º lugar e recebi um convite para treinar no clube Paulistano. Foi então que realmente comecei a me dedicar ao xadrez.

IMG-20160114-WA0000

Quais os seus principais êxitos esportivos na modalidade?

 Meus principais êxitos foram em torneios de categoria:

 Campeonato Pan-americano

  • Campeã: categoria sub-12 em 1993
  • Terceiro lugar: categoria sub-10 em 1991, sub-14 em 1995 e sub-16 em 1996 e 1997

Campeonato Brasileiro

  • 4º lugar no Campeonato Brasileiro Feminino em 2012
  • Campeã Brasileira Universitária em 2000
  • Campeã: categoria sub-18 em 1999 e sub-20 em 2000
  • Vice-campeã: categoria sub-12 em 1992, sub-14 em 1995 e sub-16 em 1996

7

Campeonato Paulista

  • Campeã: categoria sub-14 em 1994 e 1995 e sub-18 em 1997
  • Vice-campeã: categoria sub-16 em 1996, sub-18 em 1998 e sub-20 em 2000

Em torneios por equipe, joguei muitos interclubes pelo Paulistano, ganhamos um Paulista Interclubes em 1995. Desde sempre joguei Jogos Regionais e Abertos do Interior, já representei a cidade de Araraquara, São José do Rio Preto, Americana e em 2015 Osasco. Confesso não lembrar todos os resultados, mas os principais foram:

  • Campeã de 1998 a 2012 (Jogos Regionais)
  • Campeã em 2009, 2010 e 2012 (Jogos Abertos do Interior)

6

Qual é a importância do xadrez na sua vida? Você se dedica exclusivamente ao xadrez ou tem outra atividade atualmente?

A importância do xadrez na minha vida? Acho que dificilmente conseguiria explicar com palavras mas vou tentar…

Xadrez é meu momento mágico! Claro que quando eu perco não é tão mágico assim (risos) mas é a sensação de se desconectar do mundo e entrar em algo só seu que me encanta!! É sentar para jogar uma partida e não sentir o tempo passar, é estar tão concentrada e entregue a ponto de não escutar o que acontece ao seu redor…

É um jogo apaixonante que me desafia tanto emocionalmente quanto tecnicamente, que exige uma busca de melhora constante.

Através do xadrez, sempre viajei muito, fiz muitos amigos e tive experiências e lembranças que serão eternas!

9

Eu, infelizmente, nunca consegui me dedicar exclusivamente ao xadrez… quando era mais nova tinha a escola, depois faculdade, MBA, dedicação a profissão, etc.

Hoje sou mãe, empresária e em 2015 consegui organizar minha rotina, voltar a estudar e jogar mais torneios. Claro que não é fácil conciliar, mas estou conseguindo e isso é algo que me deixa extremamente realizada, pois o xadrez sempre foi uma das poucas coisas em minha vida que tinha certeza que seria para sempre.

Nat IRT2015

Qual é a sua expectativa para a final do Campeonato Brasileiro Feminino 2015 no Espaço Xadrez Total? 

A realização da final fechada é uma vitória para todas as enxadristas e o xadrez feminino vem crescendo e conquistando cada vez mais seu espaço nos últimos anos.

Em relação ao meu xadrez, espero jogar boas partidas e quem sabe conseguir alguma premiação e alguns pontinhos de rating.

Eu já conheço o Espaço Xadrez Total, participei do ciclo de palestras, e acho que será um ótimo espaço para sediar o Brasileiro Feminino, tanto pela organização quanto pela infra-estrutura.

Espero que todas as jogadoras desfrutem do torneio pois só de chegar entre as dez finalistas já é uma conquista independente da classificação final.


Entrevista concedida à equipe Xadrez Total

final campeonato brasileiro feminino 2015

Veja mais informações sobre o Campeonamento Brasileiro Feminino em:

cover xadrez total

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *