História dos torneios de Norma no Brasil – Parte IV

Depois do sucesso dos magistrais Comunic IV e V, realizados em fevereiro, eu me empolguei, e, com maior organização, e já com a experiência adquirida, parti para o planejamento dos próximos.

Realizei então, os magistrais Comunic VI e VII, em junho, pouco antes dos tradicionais Jogos Regionais, de São Paulo.

VI Magistral Comunic

Visualizador de PartidasArquivo PGN

Clube de Xadrez São Paulo, 15 a 22 de junho de 2004
Diretor: AI Marius van Riemsdijk
Árbitro principal: AN Mauro Amaral

# Nome T ELO País 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Pts
1 Andrés Rodriguez g 2556 1 = = 1 1 1 1 1 1 8
2 Alexandr Fier f 2258 0 = 1 1 1 1 1 1 1 7,5
3 Neuris Delgado g 2557 = = = 1 = 1 0 1 = 5,5
4 Alejandro Needleman 2420 = 0 = 1 = 0 1 0 1 4,5
5 Daniel Fernandez f 2317 0 0 0 0 1 1 1 1 = 4,5
6 Yaniet Marrero wm 2271 0 0 = = 0 = = 1 1 4
7 M. V. Santos f 2305 0 0 0 1 0 = = 1 1 4
8 Àlvaro Aranha 2287 0 0 1 0 0 = = 0 1 3
9 Valery Frenklakh f 2280 0 0 0 1 0 0 0 1 1 3
10 Wagner Madeira 2263 0 0 = 0 = 0 0 0 0 1

RM=2351,4 – Cat.=V

Se eu tivesse que dizer qual norma, realizada em um Magistral Comunic, foi mais importante para o xadrez brasileiro, diria que foi a do então jovem e quase desconhecido MF Alexandr Fier. Conforme citado em sua entrevista ao nosso portal www.xadreztotal.com.br/entrevista-com-o-gm-alexandr-fier/ , Fier estava parado, sem jogar, “escondido” no interior de Santa Catarina, onde sua mãe dava aulas de xadrez.

Com a desistência de última hora, do amigo MF Juliano Matias Rezende, que não teve culpa, pois foi promovido em seu emprego, entrou o então jovem MF catarinense.

Mal sabíamos [e ele também] que faria norma, e ali decidiria seu futuro profissional!

 

Da esquerda para a direita: Madeira, Delgado, Yaniet Marrero, Needleman, Mauro Amaral, Aranha, Fier, Santos, Rodriguez, Marius van Riemsdijk, Fernandez & Frenklakh

GMs empatam em 53 lances!

Depois da rodada mestres jogam ping para um animado público

MF Alexandr Fier faz sua primeira norma de MI !

VII Magistral Comunic

Clube de Xadrez São Paulo, 24 a 30 de junho de 2004
Diretor: AI Marius van Riemsdijk
Árbitro principal: AN Mauro Amaral

Visualizador de PartidasArquivo PGN

Na sequência, realizamos o Comunic VII, e desta vez, outra norma muito especial. Norma de WGM para a cubana Yaniet Marrero. Era sua primeira visita ao Brasil, e também a primeira vez que saia de Cuba.

Imaginem a alegria de uma pessoa que descobre o “mundo capitalista”. Nunca vou esquecer o sorriso e a cara de admirada, da nossa hoje, forte WGM, e colaboradora do Portal Xadrez Total.

# Nome T ELO País 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Pts
1 Neuris Delgado g 2557 1 = = 1 1 = 1 1 1 7,5
2 Andrés Rodriguez g 2556 0 1 0 1 0 1 1 1 1 6
3 Yaniet Marrero wm 2271 = 0 1 0 1 = = 1 = 5
4 Daniel Fernandez f 2317 = 1 0 0 0 1 = 1 1 5
5 Valery Frenklakh f 2280 0 0 1 1 0 1 = 1 = 5
6 Alejandro Needleman 2420 0 1 0 1 1 0 1 0 = 4,5
7 Édson Tsuboi f 2388 = 0 = 0 0 1 = 1 1 4,5
8 C. A. Sega 2323 0 0 = = = 0 = = = 3
9 Bolívar Gonzalez f 2268 0 0 0 0 0 1 0 = 1 2,5
10 André Diamant f 2227 0 0 = 0 = = 0 = 0 2

Rm = 2360,7; Cat. V

Reparando na tabela, percebemos que tínhamos nove titulados, e o “lanterna” da competição, foi o [hoje GM] André Diamant. Ou seja, um torneio fortíssimo.

Nestes torneios, alcançamos também, em ambos, na categoria V da FIDE, fato histórico, até então, para torneios de norma de MI no Brasil.

Gonzalez, Needleman, Frenklakh, Mauro Amaral, Diamant, Marius van Riemsdijk, Sega, Rodriguez, Neuris, Marrero, Fernandez & Tsuboi.

Magistral Comunic VII: Delgado vence Rodriguez no duelo dos GMs !


Visão do salão nobre Dr Marcio Elísio de Freitas no CXSP durante o Magistral Comunic VII

Logos após estes dois torneios, foi realizado um fechado, que não era diretamente, um Magistral Comunic, mas, foi planejado para ser realizado na sequência, contando com os mesmos organizadores, e com vários jogadores dos torneios anteriores, que foi o XX Memorial França Garcia, de norma de GM, em Osasco.

XX Memorial França Garcia

Visualizador de PartidasArquivo PGN

Teatro Municipal de Osasco
1º a 8 de julho de 2004
Diretor: AI Marius van Riemsdijk
Árbitro principal: AN Mauro Amaral

# Nome T ELO País 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Pts
1 Neuris Delgado g 2550 1 = = = 1 1 1 = 1 7
2 Darcy Gustavo Lima g 2545 0 = = = = 1 = 1 1 5,5
3 Dmitry Schneider m 2454 = = = = = 0 1 = 1 5
4 Wagner Madeira 2271 = = = = 1 = = = 0 4,5
5 Eugene Perelshteyn m 2512 = = = = = = 0 1 = 4,5
6 Oswaldo Zambrana m 2489 0 = = 0 = = 1 1 = 4,5
7 Everaldo Matsuura m 2490 0 0 1 = = = = = 1 4,5
8 Andrés Rodríguez g 2567 0 = 0 = 1 0 = = 1 4
9 Alejandro Needleman 2420 = 0 = = 0 0 = = 1 3,5
10 Jefferson Pelikian m 2423 0 0 0 1 = = 0 0 0 2

RM = 2471,8 – Cat = IX – g = 6,5 – m = 4,5

Neste torneio, o professor Wagner Madeira, fez norma de MI, em um torneio onde venceu o [hoje GM] boliviano Osvaldo Zambrana na terceira rodada, e depois, passou a acumular empates [nem todos, assim tão longos] contra os mestres, fazendo norma de MI na penúltima rodada.

Depois disto, vieram os Jogos Regionais, de São Paulo, e eu já comecei a planejar o Magistral Comunic VIII, para outubro, antes dos Jogos Abertos.

Wagner Madeira recebe homenagem do prefeito Celso Giglio e da  primeira-dama Glória Giglio na cerimônia de abertura

Vista geral da área de jogo

Clima animado na festa de Zambrana

E/D: MI Schneider, MI Matsuura, MI Prelshteyn, MI Pelikian, vereador Délbio Teruel, Wagner Madeira, prefeito Celso Giglio, GM Delgado, MI Needleman, GM Lima, MI Zambrana & GM Rodriguez – Foto: Mauro Amaral

O MI Osvaldo Zambrana corta o bolo de sua festa de 23 anos organizada por Mauro Amaral no restaurante do Hotel Vollare

Veja também:

História dos torneios de Norma no Brasil – Parte I

História dos torneios de Norma no Brasil – Parte II

História dos torneios de Norma no Brasil – Parte III

História dos torneios de Norma no Brasil – Parte IV

História dos torneios de Norma no Brasil – Parte V

História dos torneios de Norma no Brasil – Parte VI

Um comentário em “História dos torneios de Norma no Brasil – Parte IV

  • 1 de fevereiro de 2011 a 12:15
    Permalink

    Se tivesse feito um “diário” desses torneios, rodada a rodada, sairia um livro bem interessante… Especialmente quando começar a juntar os torneios de norma em que esteve presente fora de SP (só aqui comigo foram 5, 3 em 2006 e 2 em 2007).

    Responder
  • 1 de fevereiro de 2011 a 12:15
    Permalink

    Se tivesse feito um “diário” desses torneios, rodada a rodada, sairia um livro bem interessante… Especialmente quando começar a juntar os torneios de norma em que esteve presente fora de SP (só aqui comigo foram 5, 3 em 2006 e 2 em 2007).

    Responder
  • 1 de fevereiro de 2011 a 12:43
    Permalink

    É verdade Pablyto.

    Seria interessante mesmo, talvez, transformar em livro, se um dia acontecer, a idéia foi sua. :)

    Os cinco torneios no ES foram espetaculares, e também estão marcados na história do xadrez brasileiro, pois o GM Diamant, fez uma de suas normas de MI, em um deles, em Guaraparí.

    Responder
  • 1 de fevereiro de 2011 a 12:43
    Permalink

    É verdade Pablyto.

    Seria interessante mesmo, talvez, transformar em livro, se um dia acontecer, a idéia foi sua. :)

    Os cinco torneios no ES foram espetaculares, e também estão marcados na história do xadrez brasileiro, pois o GM Diamant, fez uma de suas normas de MI, em um deles, em Guaraparí.

    Responder
  • 1 de fevereiro de 2011 a 12:53
    Permalink

    E MI Dragan Stamenkovic fez as duas últimas normas lá, logo nos 2 primeiros torneios, sendo que no segundo torneio, em Guarapari, tivemos 3 normas (Bittencourt, Diamant e Stamenkovic – esta a definitiva).

    Responder
  • 1 de fevereiro de 2011 a 12:53
    Permalink

    E MI Dragan Stamenkovic fez as duas últimas normas lá, logo nos 2 primeiros torneios, sendo que no segundo torneio, em Guarapari, tivemos 3 normas (Bittencourt, Diamant e Stamenkovic – esta a definitiva).

    Responder
  • 4 de fevereiro de 2011 a 01:44
    Permalink

    Parabéns pela compilação!

    Devo dizer que lembro saudosamente das longas noites no ICC com meus amigos Raphael Alonso e Tiago Santos, comentando a histórica norma de MI de Wagner Madeira. Realmente, jogou muito o garoto! Empatar com o Darcy de pretas não é pra qualquer um.

    Bom saber também que hoje Fier, Diamant e Matsuura são GMs.

    Responder
  • 4 de fevereiro de 2011 a 01:44
    Permalink

    Parabéns pela compilação!

    Devo dizer que lembro saudosamente das longas noites no ICC com meus amigos Raphael Alonso e Tiago Santos, comentando a histórica norma de MI de Wagner Madeira. Realmente, jogou muito o garoto! Empatar com o Darcy de pretas não é pra qualquer um.

    Bom saber também que hoje Fier, Diamant e Matsuura são GMs.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *