MI uruguaio Luis Rodi comenta sua vitória contra o GM Leitão

(8497) Rodi,Luis (2361) – Leitão,Rafael (2628) [E46]

Belem Belem (4), 02.05.2015

[Rodi,Luis]

“Um presente recebido sem culpa” Assim se intitulou a crônica da vitória, no magistral Clarin de 1981, do então mestre internacional Carlos Garcia Palermo contra o campeão mundial Anatoly Karpov. A manchete dessa partida bem pode se aplicar no caso da que segue. O heptacampeão brasileiro fez um bom trabalho posicional, obteve vantagem, mereceu ganhar, mas… no apuro de tempo as coisas se complicaram e a sorte acabou virando para o outro lado

1.d4 Nf6 2.c4 e6 3.Nc3 Bb4 4.e3 0–0 5.Nge2 d5 6.a3 Bd6 7.Ng3 b6 [7…c6 tinha sido a escolha de Rafael na sua partida contra o MF Jatobá, no recente campeonato brasileiro de João Pessoa (janeiro de 2015, correspondente à edição 2014). Possivelmente suspeitando da minha preparação, o campeão investe alguns minutos para decidir a linha a jogar]

8.cxd5 exd5 9.Bd3 Re8 10.Qc2N [Este lance marca o começo dos problemas brancos. Anteriormente, as mais naturais 10.0–0 e 10.b4 tinham sido empregadas]

10…c5 11.Nce2 c4 12.Bf5 Nc6! 13.Bd2 g6 14.Bxc8 Rxc8 15.f3 h5! 16.Kf2 h4 17.Nf1 b5 18.g3 a5 19.Nf4 Qd7 20.Rg1 hxg3+ 21.hxg3 Kg7 22.Ne2 b4 23.axb4 Nxb4 24.Bxb4 axb4 [O jogo de Leitão tem sido condizente com a sua reconhecida qualidade, e as pretas mantem a vantagem, porém já nesta altura da partida ele conta com menos de vinte minutos no relógio – contra quase uma hora -]

25.Rh1 Rh8 26.Nd2 Rce8 27.Rxh8 Rxh8 28.Nf1 Rh1 29.Ng1 Qc8 30.Kg2 Qh8 [Uma bonita manobra da dama preta, mas no final ela vai lamentar esta colocação periférica]

31.Qf2 Nh5 32.f4 Nf6 33.Qf3 Ne4 [Obviamente a posição branca é estrategicamente perdida, mas o meu adversário está quase no apuro de tempo (exatos oito minutos, de acordo com a sua planilha). Realizei então um plano que nesta hora achei fosse o único que podia complicar-lhe, consistente em tentar um ataque direto a seu rei, ainda que a um custo enome de permitir-lhe promover mais uma dama. O computador, claro, não aprova a minha ideia, mas nenhum enxadrista, nem sequer Leitão, joga como um computador (ao menos não em apuro de tempo!). Da minha parte, empreguei vinte minutos para calcular as possíveis consequências desta ação, ficando com uns 18 no relógio]

34.Ra7 c3 35.bxc3 bxc3 36.Qg4 c2 37.Qe6 [Lá vamos. Estou perdido, porém a posição é diabólica. Em passant, menciono que a alternativa]

[37.Ne2 perde de imediato por 37…Rxf1–+; e 37.Ra1 seria obviamente triste]

37…c1Q 38.Rxf7+ Kh6 39.g4 Qc2+ 40.Kxh1 Nf2+ 41.Kg2 Nxg4+ [Depois de colocar o rei em g2 [e não em h2, teoricamente mais correto] percebi que 41…Qe4+ teria trocado as damas e comprometido a primeira onda do ataque. Restaria só tentar criar uma rede de mate com os cavalos 42.Qxe4 Nxe4 43.Nf3 com ideias como Cg3, Cg5 para Th7. Perde também, mas nesta altura do jogo, afortunadamente, o meu adversário não tinha tempo para calcular tudo]

42.Kg3 Qf2+ 43.Kxg4 Qxf1 [43…Qxg1+ 44.Ng3© O rei em h6 é um problema para as pretas]

44.Nh3 [Um momento trágico da partida]

44…Qe2+ [Não ruim -as pretas conservam posição ganhadora-, porém]

[44…Qg2+! 45.Kh4 Qd8+ ganha direto. No intenso apuro de tempo nenhum dos dois percebeu de forma imediata 46.Ng5 Qdxg5+ 47.fxg5+ Qxg5+ 48.Kh3 Qg3# Enquanto eu pensava no meu lance [e também começava a ficar com pouco tempo no meu relógio] Leitão achou a ideia, e ficou incomodado por tê-la perdido no seu momento. Imagino que essa situação modificou o seu estado de animo e teve a ver com a continuação e o resultado]

45.Kg3 Qe1+? [Motivado pela possível repetição de lances, mas nesta hora tive a intuição de que a casa g4 era pouco segura para meu rei]

[45…Bb4 em cambio, teria sido ganhadora]

46.Kf3? [O meu momento de errar.]

[46.Nf2 com a simples ameaça Dh3 teria ganho no ato. Porém eu tinha a ideia de levar o cavalo a g5…]

46…Qf1+? [Leitão segue procurando o “fantasma” do mate com entrega em g5]

[46…Qh1+ 47.Kg3 Bb4–+]

47.Kg3? [47.Nf2+– era novamente a ideia correta [e com certeza a minha decisão se repetissemos lances]]

47…Bb4? [Este é outro momento chave, onde a sorte da partida muda de forma radical e definitiva. Resulta que posso, por fim, criar uma rede de mate real!]

[47…Qd8! é a recomendação do computador… para empatar. A linha principal segue com 48.Nf2 Qh4+!=]

48.Qg4!+– Be1+ 49.Kh2 Bg3+!? [Jogada com escassos segundos no relógio. nesta altura, Leitão estava claramente insatisfeito com os acontecimentos, e com razão]

[49…Qd8 50.Qg5+ Qxg5 51.fxg5+ Kh5 52.Rxf1+–]

50.Kxg3 Qe1+ 51.Kg2 Qd8 52.Ng5 [Desde um ponto de vista humano, a continuação mais lógica. O computador mostra um caminho mais rápido:]

[52.Nf2 e se 52…Qxe3 53.Qd1+–]

52…Qd2+ 53.Kg3 Qe1+ 54.Kg2 Qd2+ 55.Kh3! [A casa correta para o rei. A repetição prévia teve por objeto comprovar se meu adversário errava tomando em e3 e também achar uma réplica adequada à ideia …Dc8 na procura de um xeque perpétuo]

55…Qxe3+ 56.Nf3 Qc8 [A última tentativa. Mas nesta hora, já tinha visto a continuação para evitar o empate…]

57.f5 g5 58.Qh5+! [Um incrível desenlace. Nunca tinha ganho uma partida contra duas damas entregando a minha! Apesar de que as ações não me favoreceram durante a maior parte da luta, fiquei muito feliz de ter conseguido um bom resultado frente a um grande mestre da categoria e excelência de Rafael Leitão, que tem como imediata consequência uma motivação maior para estudar e seguir tentando compreender os segredos deste nosso nobre jogo!]

1–0

O portal Xadrez Total agradece ao MI Luis Rodi por autorizar sua publicação.
Publicada também no Xadrez Diário News. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *