Entrevista com a WIM Joara Chaves – BRA Feminino 2015

wim_joara_chaves_rating

Quando você começou a jogar xadrez?

Aos 5 anos de idade via meu pai ensinado e jogando com meus dois irmãos, Jaime e Jussara, e também quis fazer parte daquela brincadeira. O primeiro torneio oficial que joguei foi a Olimpíada Infanto-juvenil da cidade de SP em 1972, com 10 anos de idade. Veja aqui a notícia da Folha de São Paulo. Formei equipe com a Jussara, obtendo o título de campeã.

joara_chaves_10_anos
Quais os seus principais êxitos esportivos na modalidade?

  • Mestre Internacional Feminina -1985
  • Recordista brasileira em participações em Olimpíadas Mundiais de Xadrez (15 vezes), sendo a 6ª melhor tabuleiro em 1988, Thessaloniki, e 1990, Novi Sad
  • Capitã da equipe feminina brasileira nas Olimíadas em 1998, 2000 e 2002.
  • Defendi o Brasil em dois Mundiais Individuais (Moscou 2001 e Nova Delhi 2000), dois Pan-Americanos (San Felipe 1998 e Mérida 1997 – Venezuela) e um Continental das Américas (San Cristobal 2003– Venezuela).
  • Duas vezes campeã sul-americana  2001 e 1999 e duas vice 1995 e 1985,
  • 4 vezes campeã brasileira 2008, 2002, 1998 e 1991e 6 vice 1999, 1997, 1993, 1988, 1985 e 1984
  • 7 vezes campeã paulista 2004, 2003, 2002, 2001, 1991, 1987 e 1979e 4 vice1998, 1986, 1982 e 1980.
  • Campeã pan-americana e brasileira Sênior +50 anos feminina 2014
  • Além disso, ÁRBITRA INTERNACIONAL FIDE desde 1993 e ÁRBITRA INTERNACIONAL DA IBCA desde 1996

joaraP&Br
Qual é a importância do xadrez na sua vida? Você se dedica exclusivamente ao xadrez ou tem outra atividade atualmente?

O xadrez proporcionou-me conhecer o mundo e muitas pessoas com hábitos, culturas e pensamentos totalmente diferente dos nossos. Uma bagagem cultural infinita…

Tive a felicidade de ver minha irmã ganhar a medalha de ouro, a primeira do xadrez brasileiro, na Olimpíada de Thessaloniki, em 1984. Emoção indescritível! Depois, também, ver o Brasil subir ao podium com as medalhas de Jaime Sunyê, Regina Ribeiro e Rafael Leitão!

Pude até desfilar por uma escola de samba, a querida Gaviões da Fiel, CAMPEÃ DO DESFILE DE CARNAVAL em 2002, cujo tema foi Xeque-Mate e onde Mestres Internacionais de Xadrez desfilaram em carro alegórico. Não precisa nem dizer como foi emocionante, sendo corinthiana roxa!

Além disso, carregar uma experiência para toda a vida, em termos de visão antecipada, raciocínio lógico, cálculo, carga emocional e muito mais!

SAM_0364

Atualmente, trabalho como consultora imobiliária, o que me permite continuar competindo.

Qual é a sua expectativa para a final do Campeonato Brasileiro Feminino 2015 no Espaço Xadrez Total? 

Este será o 34º Campeonato Brasileiro Feminino do qual participo. Espero jogar boas partidas de xadrez.


Entrevista concedida à equipe Xadrez Total

final campeonato brasileiro feminino 2015

Veja mais informações sobre o Campeonamento Brasileiro Feminino em:

cover xadrez total

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *