História dos torneios de Norma no Brasil – Parte II

Depois de todo o sufoco que foi realizar o I Magistral Comunic, eu tinha uma idéia ousada na cabeça:

Fazer os magistrais Comunic II e III, seguidos, logo após a Copa Itaú do ano seguinte, 2003.

Mal sabia eu… As mesmas pessoas continuavam a boicotar, teve gente que falou que ia jogar, e, de propósito, desistiu na ultima hora, a pedido de dirigentes paulistas da época, que remam contra o nosso xadrez, e não a favor como deveriam !

Claro, eu fui ingênuo, não cobrei a inscrição antecipada, como costumo fazer hoje, e alguns se aproveitaram disto.

Depois de muitas dificuldades, há poucos dias do início do torneio, faltavam jogadores para o Magistral Comunic II. O meu amigo AI Marius van Riemsdijk, teve a idéia que salvou o torneio.

Aproveitando uma regra da época, adaptamos o torneio, que foi disputado em duplo turno, com seis jogadores, e assim, um torneio que quase teve que ser cancelado, foi realizado com sucesso !

II Magistral Comunic de Xadrez

Clube de Xadrez São Paulo, 20 a 27 de outubro de 2002.
Diretor: AI Marius van Riemsdijk
Árbitro principal: AN Mauro Amaral

Visualizador de PartidasArquivo PGN

#. Nome T. ELO. País 1 2 3 4 5 6 Pts
1 Soppe, Guillermo m 2435 ½ ½ ½ 1 1 ½ 1 ½ 1 1
2 Crosa, Martín m 2403 ½ ½ 1 ½ 0 ½ 1 1 1 1 7
3 Vera Insfrán, Jorge 2234 ½ 0 0 ½ 1 1 ½ ½ 1 1 6
4 Szmetan, Ricardo f 2322 0 ½ 1 ½ 0 0 ½ ½ 1 1 5
5 Lebredo, Gerardo m 2317 0 ½ 0 0 ½ ½ ½ ½ 1 ½ 4
6 Chang, Suzana 2132 0 0 0 0 0 0 0 0 0 ½ ½

RM = 2307,2 – Cat = III
MI = 7 – WGM = 6½ – WIM = 4

Ninguém conseguiu fazer norma de MI, mas este torneio “revelou” ao xadrez, o então jovem Jorgito “Chipi” Vera, que quase fez norma neste torneio, e ganhou um caminhão de rating.

Logo depois, começamos o III Magistral, este já de volta ao formato normal, com dez jogadores.

III Magistral Comunic de Xadrez

Clube de Xadrez São Paulo, 1º a 7 de novembro de 2003
Diretor: AI Marius van Riemsdijk
Árbitro principal: AN Mauro Amaral

Arquivo PGN

# Nome T ELO País 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Pts
1 Martínez, Carlos Alejandro f 2375 ½ ½ 1 ½ 1 ½ 1 1 1 7
2 Vera Insfrán, Jorge f 2234 ½ 1 ½ ½ 1 1 ½ 1 ½
3 Crosa, Martín m 2403 ½ 0 ½ 1 ½ 1 1 1 1
4 Santos, Marcus Vinicius f 2275 0 ½ ½ ½ 1 1 1 1 1
5 Soppe, Guillermo m 2435 ½ ½ 0 ½ 1 ½ 1 ½ 1
6 van Riemsdijk, Vinicius Paulo 2189 0 0 ½ 0 0 ½ 1 1 1 4
7 Lebredo, Gerardo m 2317 ½ 0 0 0 ½ ½ ½ ½ 1
8 Szmetan, Ricardo f 2322 0 ½ 0 0 0 0 ½ ½ 1
9 Cukier, Marcelo 2134 0 0 0 0 ½ 0 ½ ½ 0
10 Barrionuevo, Carlos Alfredo 2149 0 ½ 0 0 0 0 0 0 1

RM = 2283,3 – Cat. II

Analisando o III Magistral Comunic, posso contatar com satisfação, que foi um torneio muito proveitoso. Norma definitiva para o polêmico MI Carlos Alejandro Martinez, e a primeira norma de MI para Jorgito Vera. Desta vez, não escapou, como no torneio anterior.

Dois torneios, duas normas de MI, e ainda tínhamos muita coisa a fazer pela frente.

Eu, otimista, já começava a planejar os próximos, mas agora que tinha conseguido que as pessoas acreditassem na idéia, eu já não queria esperar novamente até outubro do outro ano, eu queria aproveitar o embalo, e fazer dois novos torneios no começo de 2004.

Também tinha ambição de chegar à categoria IV da FIDE, e para isto eu precisaria de MIs de rating médio mais alto…

Em breve publicaremos em www.xadreztotal.com.br História dos torneios de Norma no Brasil – Parte III, com os magistrais Comunic IV e V.

Veja também:

História dos torneios de Norma no Brasil – Parte I

História dos torneios de Norma no Brasil – Parte II

História dos torneios de Norma no Brasil – Parte III

História dos torneios de Norma no Brasil – Parte IV

História dos torneios de Norma no Brasil – Parte V

História dos torneios de Norma no Brasil – Parte VI

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *